segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Queria ser filha única

Recentemente foi dia do irmão. Lindas mensagens para os irmãos apareceram na minha timeline do Facebook. Lindas... mas eu não me identifico com nenhuma...

Me perguntam se eu não vou dar um irmão para minha filha. Dizem que é bom ter irmão.

É bom ter irmão? Bom para quem? Bom em que termos?

Realmente, dever ser bom ter irmão se ele não for um drogado esquizofrênico que aparece como um fantasma na sua porta diariamente te lembrando que você não tem direito a ter uma vida normal. Te lembrando diariamente que você não veio de uma família normal. Te lembrando que mesmo que você tente apagar seu passado tentando construir uma família normal, você ainda terá vindo daquela bosta de família.

É, pois é... dizer que é bom ter irmão não passa de uma opinião pessoal. Você acha bom, mas eu posso não achar. E tudo bem... cada um tem sua história. Só não é legal ficar tentando convencer a pessoa de uma coisa pela qual ela não tem repertório para acreditar.

Sim, meu desejo mais profundo e sincero hoje era ser filha única e não ter que passar por metade do que eu passo.

Por isso, antes de emitir uma opinião assertiva sobre um assunto, saiba que existem outras 500.000 nuances sobre o mesmo assunto. E NENHUMA é a certa e NENHUMA é a errada. Elas só são diferentes.


Nenhum comentário: